Higiene Ocupacional, Higiene do Trabalho ou Higiene Industrial

A higiene do trabalho ou higiene ocupacional é um conjunto de medidas preventivas relacionadas ao ambiente do trabalho, visando a redução de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. A higiene do trabalho consiste em combater as doenças profissionais e do trabalho.

A doença profissional é aquela produzida ou desencadeada pelo exercício do trabalho peculiar à determinada atividade e constante da respectiva relação elaborada pelo Ministério do Trabalho e Emprego e o da Previdência Social. Ex: Saturnismo (intoxicação provocada pelo chumbo) e Silicose (sílica).
Já a doença do trabalho é aquela adquirida ou desencadeada em função de condições especiais em que o trabalho é realizado e com ele se relacione diretamente. Ex: Disacusia (surdez) em trabalho realizado em local extremamente ruidoso.

O Objetivo da avaliação ocupacional não é apenas para identificar fatores que possam prejudicar a saúde do trabalhador e no pagamento de adicional de insalubridade/periculosidade, mas para implantação de técnicas de eliminação ou controle dos riscos, e para a redução do absenteísmo (doença). A capacidade analítica desenvolvida nesse esforço permite ir além, na forma de identificação e proposição de mudanças no ambiente e organização do trabalho que resultem também no aumento da produtividade, e da motivação e satisfação do trabalhador.

Fases da higiene ocupacional:

• Antecipação de riscos
Nesta fase são realizadas as avaliações quantitativas ou qualitativas dos riscos potenciais e o estabelecimento das medidas preventivas antes que se inicie a utilização em escala industrial.

• Reconhecimento de risco
É realizado o levantamento detalhado de informações e de dados sobre o ambiente de trabalho com a finalidade de identificar os agentes existentes, os potenciais de risco a eles associados e qual prioridade de avaliação e controle para esse ambiente de trabalho.
A toxicologia dos produtos em uso: vias de penetração, meia vida biológica, limites de exposição, estabilidade das matérias-primas, produtos intermediários, finas e auxiliares.
As condições de saúde dos trabalhadores e suas queixas.
As atividades do trabalho: tipo de exposição (contínua, intermitente, esporádica, exigências físicas do trabalho efetuado, tipo de jornada turno, ciclo de trabalho, número de trabalhadores que circulam na área, posicionamento dos trabalhadores em relação às máquinas, número de trabalhadores por operação etc.)
 
PODEMOS AJUDAR SUA EMPRESA!
 
Consulte-nos! Agende uma visita com um consultor!

 Possuímos aparelhos de medição para análise ocupacional tais como:

FAZEMOS LOCAÇÃO DE EQUIPAMENTOS. CONSULTE-NOS!