• BEHAVIOR BASED SAFETY (BBS) Open or Close

    Veja aqui uma breve apresentação


     • A Segurança Baseada em Comportamento (Behavior Based Safety), ou Segurança Comportamental, é o uso da psicologia comportamental para promover a segurança no ambiente de trabalho, no trânsito e na área de saúde. A Segurança Baseada em Comportamento, dentro de uma organização, envolve tipicamente criar uma sistemática, um processo contínuo que define um conjunto de comportamentos que reduzem o risco de lesões relacionadas ao trabalho, coletar dados sobre a freqüência de práticas críticas de segurança e, então, garantir que o feedback e o princípio de reforçamento encorajem e apoiem aquelas práticas de segurança.


     • Em um processo comportamental típico, os observadores comportamentais conduzem observações e fornecem o feedback aos colaboradores dentro de suas áreas de trabalho. Essas observações fornecem dados que são usados para o reconhecimento e solução de problema e a melhoria contínua.

     • A Tecnoseg faz a implantação de todo o processo do BBS, contando com materiais próprios. Os treinamentos, a formação dos “Observadores” e a implantação do Comitê são partes integrantes do processo que a Tecnoseg propõe aos seus clientes.

     • Veja aqui nosso portfólio explicativo sobre o Programa

     • Veja aqui nosso programa de segurança comportamental para liderança
       • Nosso processo de implantação, basicamente consiste em (variações ocorrem de acordo com a necessidade de cada empresa):
       • Diagnóstico geral para definição das estratégias e ferramentas a serem utilizadas;
       • Criação e capacitação do Comitê Gestor do Programa;
       • Definição e capacitação dos Observadores Comportamentais;
       • Elaboração do E-learning;
       • Inclusão e capacitação de PCD´s;
       • Inclusão e capacitação dos prestadores de serviços;
       • Inclusão e capacitação de colaboradores não residentes (ex: força de vendas, consultores, técnicos de campo, equipe descentralizada, etc...);
       • Definição de Indicadores e KPI´s para gestão do Programa;
       • Definição das estratégias de Comunicação e divulgação;
       • Desenvolvimento das ferramentas para realização das observações comportamentais;
       • Desenvolvimento dos canais de lançamento do Programa;
       • Desenvolvimento de ferramentas para a gestão, compilação de dados, análises críticas e planos de ações.
       • Ex de uma das nossas ferramentas de gestão de dados

  • AUDITORIA DE SEGURANÇA COMPORTAMENTAL Open or Close

    DIAGNÓSTICO E INTRODUÇÃO A IMPLANTAÇÃO DE SEGURANÇA COMPORTAMENTAL
    Objetivo:
    • Redução dos acidentes do trabalho;
    • Redução FAP e dos custos do seguro de acidente do trabalho;
    • Conscientização e comprometimento da liderança com a segurança e saúde do trabalhador.
    Aplicação:
    Segurança Comportamental é aplicada na indústria de um modo Geral, sem limites de ramo de atuação e atividades.
    Vantagens da Auditoria Comportamental:
    • Valorização do tema segurança para as lideranças e pessoal operacional;
    • Conscientização e mudança de comportamento das lideranças em segurança;
    • Identificação de comportamentos que levam a desvios e acidentes;
    • Desenvolvimento de cultura da segurança;
    • Valorização do trabalho em equipe e da segurança mútua.

    Abaixo, segue um breve escopo do processo Comportamental e Ações de Melhoria.

    ESTRUTURA BÁSICA:

     ETAPA 1: Processo de Entrevistas
    Consiste em realizar entrevistas individuais com líderes sobre maturidade e consciência em segurança – Objetivo: Mapear o status atual e levantar informações para elaboração específica do Work Shop. Para este trabalho será utilizado material específico da Tecnoseg onde poderá ser adaptado conforme necessidade do cliente;

    METODOLOGIA PARA ENTREVISTAS DE MATURIDADE DA LIDERANÇA
    Análise da liderança através de entrevistas pessoais realizadas com duração média no mínimo 30 e no máximo 40 minutos, e aplicação de 24 questões predefinidas, e pontuação mediante resposta do colaborador entrevistado.

    Como forma de identificar o nível de maturidade dos entrevistados, utilizamos a curva de Bradley:

    ETAPA 2: Elaboração de conteúdo Work Shop
    Compilamento de informações obtidas nas entrevistas;
    Desenvolvimento de conteúdo programático Work Shop;
    Reuniões de alinhamento e aprovação de conteúdo;


    ETAPA 3: Evento – “Quebrando Paradigmas” (Sugestivo)

    Mensagem Top Down: Mensagem da alta liderança sobre a importância do Evento para a Companhia;
    Dinâmica de abertura: Introdução dos participantes ao tema do evento, trabalhar o alinhamento e a sensibilidade quanto a visão para os assuntos de Segurança do Trabalhador;
    Palestra de Sensibilização: Trabalhar a conscientização e sensibilização referente ao compromisso e responsabilidades compartilhadas;
    Work Shop: Com base nas informações obtidas nas entrevistas e não se limitando a elas, será elaborado o Work Shop para liderança. Objetivo: Apresentar o status atual referente ao nível de maturidade e percepção em Segurança do Trabalho, metas, objetivos e o que devemos fazer para atingi-los, quais os benefícios que trazem para a empresa e para os colaboradores, conscientizar sobre a importância da “Responsabilidade Compartilhada da Cultura em Segurança do Trabalho”.